Página Inicial

      

ATENÇÃO!

ACONTECEU!!!

 Professoras Alfabetizadoras do município de Indaial/SC articularam Roda de Conversa – Disciplina Alfabetização e Letramento II

No dia 21 de maio de 2018, a convite da professora do IFC, Joice Daniela Pereira Nunes, as professoras do Ensino Fundamental da Escola de Educação Básica Prefeito Germano Brandes Júnior, da cidade de Indaial/SC, Elisabeth Simão e Alexandra Leite Lueders, compareceram ao Instituto Federal Catarinense – campus Rio do Sul. O objetivo da visita foi participar de uma Roda de Conversa com a 5a fase de Pedagogia sobre práticas pedagógicas para os acadêmicos da disciplina Alfabetização e Letramento II, ministrada por Joice. Aliando teoria à prática, os acadêmicos puderam “conversar” sobre a práxis no contexto escolar, por meio das vivências e saberes expostos pelas professoras visitantes.

Texto: Coordenação do Curso de Pedagogia com a colaboração da Professora Joice Daniela Pereira Nunes. Fotos: Joice Daniela Pereira Nunes.

    

    

  VI JAL – Jornada Acadêmica das Licenciaturas – IFC, Campus Rio do Sul/SC

Aconteceu entre os dias 14 a 18 de abril, nas dependências da Unidade Urbana – Rio do Sul/SC. O evento envolveu diversas atividades:

 

Disciplina de Fundamentos e Metodologia em Matemática promoveu atividade interdisciplinar

 No dia 08 e 09/05/2018 a professora Morgana Scheller que ministra a Disciplina de Fundamentos e Metodologia em Matemática para a 5ª fase do Curso de Pedagogia, promoveu atividades de modelagem matemática como método interdisciplinar de ensino com pesquisa. A professora descreveu aspectos desta vivência: “Os acadêmicos vivenciaram uma prática de Modelagem na Educação a qual contemplou componentes curriculares de Matemática, Ciências, Língua Portuguesa e Geografia. Contou com a colaboração do Prof. Adilson Tadeu Basquerote Silva, doutorando em Geografia na UFSC e Pedagogo. A prática foi um recorte do estágio supervisionado do curso de Pedagogia nos Anos Inicias, de ambos (Morgana Scheller e Adilson Tadeu Basquerote Silva), desenvolvido no ano de 2016. Professora que participou da atividade envia Carta/depoimento sobre a atividade. Segue link: DEPOIMENTO – O SUCEDER DOS DIAS E DAS NOITES E O PERÍODO DE EFETIVA LUZ SOLAR 

Para a proposta com a 5a fase de Pedagogia do IFC, o tema foi sugerido pelos formadores  – Morgana e Adilson – e procurou, no processo, instigar os acadêmicos à busca de respostas para a seguinte questão:  Se você tivesse que ajudar alguém ou fosse explicar para outra pessoa que não vive na região sobre como se ‘comporta’ a efetiva duração do dia (variação do fotoperíodo) em Rio do Sul ao longo do ano, o que você sugeriria?”.

Texto entre aspas: Professora Morgana Scheller.

Professora da Disciplina Linguagem Corpo e Movimento e acadêmicos do Curso de Pedagogia participam de atividade do “Projeto Arte da Palavra” – Rede Sesc de Leituras – Circuito Oralidades, com Nivea Sabino (poeta e educadora social).

A Professora Clarice Arbelo e acadêmicos da 3ª fase do curso de Pedagogia participam de atividade do projeto Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras. Segundo informações do SESC o projeto está na sua segunda edição e foi apresentado pela primeira vez em Rio do Sul. A poeta e educadora social Nivea Sabino se apresentou-se no dia 9 de maio, às 19h, na Fundação Cultural.

“Nivea Sabino é mineira de Nova Lima, poeta, educadora social e graduada em Comunicação Social/Relações Públicas pela PUC-Minas. Possui uma trajetória de ativismo poético na discussão de Direitos Humanos e no enfrentamento ao racismo, à lesbofobia e ao sexismo, atuando com a palavra pelos saraus de periferia e região metropolitana de Belo Horizonte. Iniciou suas intervenções poéticas em 2010, frequentando o Coletivoz Sarau de Periferia na região do Jatobá. Participa de competições de poesia falada (slam’s) desde 2014. Lançou em 2016 o seu primeiro livro: Interiorana (Padê Editorial). O Arte da Palavra é uma realização conjunta do Departamento Nacional do Sesc com os Departamentos Regionais Estaduais. A iniciativa visa incentivar o potencial criativo da palavra como meio de expressão através da fala ou da escrita. O projeto está dividido em três circuitos: Oralidades (que valoriza a fala e a linguagem oral como potência criativa), Criação Literária (atividades que contribuem para a formação de escritores) e Autores (escritores renomados do meio literário brasileiro relatam experiências)”. Texto entre aspas: Tiago Amado – Equipe de Comunicação da Fundação Cultural de Rio do Sul/SC.

Visita técnica: Museu Histórico e Cultural de Rio do Sul/SC (promovida pelos docentes das disciplinas Filosofia da Educação e História da Educação)

Primeira fase de Pedagogia IFC – Rio do Sul – Conhecendo um pouco mais da cultura indígena da região. Na terça-feira, dia 08/05/2018, os acadêmicos participaram de uma atividade integrada das disciplinas Filosofia da Educação e História da Educação, visitaram o Museu Histórico e Cultural de Rio do Sul. Carlos Mondini realizou uma palestra e respondeu às perguntas dos acadêmicos sobre a cultura indígena Xokleng. O Museu está com uma atividade educativa “Indígenas do Alto Vale do Itajaí: identidade, cultura e pertencimento”,
Acreditamos que ações como essas, que se estendem para além das “paredes da sala de aula”, possibilitam ao educandos e docentes uma ampliação de seu universo cultural, valorizando a diversidade étnica e o respeito às diferenças nos mais diversos sentidos.      

     

 

Oficina de Origami: atividade proposta a partir do projeto de extensão AACC (Atividades de Aprofundamento Científico-Culturais)

No sábado, 5 de maio, acadêmicos do curso de Pedagogia do Instituto Federal Catarinense (IFC) Campus Rio do Sul puderam elaborar em torno de 20 peças de Origami, de nível básico, criando representações diversas tais como animais, caixas, flores, etc. O objetivo da oficina foi oferecer aos acadêmicos o aprendizado de modelos que apresentassem possibilidades pedagógicas de serem trabalhados, especialmente com a Educação Infantil e os anos inicias do Ensino Fundamental.

Conhecido popularmente como a técnica de dobradura de papel, o origami é uma arte secular japonesa praticada por pessoas de todas as idades e culturas. A ministrante da oficina foi a professora de artes da Escola Ursulina de Senna Castro, Morgana Tesman, do município de São José/SC. Morgana utiliza este recurso didático em sala de aula, bem como produz peças para comercialização. De acordo com a professora, a ideia da atividade foi a de desenvolver modelos simples que as crianças da Educação Infantil pudessem fazer.

A oficina de origami foi uma atividade proposta a partir do projeto de extensão AACC (Atividades de Aprofundamento Científico-Culturais), coordenado pelos professores Amauri Bitencourt e Solange Hoeller.  Texto e fotos: Coordenação de Pedagogia/Rio do Sul.

                                

Professora da Disciplina Linguagem Corpo e Movimento e acadêmicos  da Pedagogia receberam projeto do SESC “Mostra de curtas no Ensino Fundamental”

 No dia 02/05/2018 a 3ª  a fase do curso de Pedagogia recebeu a representante do SESC, Thyara Cristina, que trouxe para o IFC o projeto “Mostra de Curtas”. O projeto tem por objetivo a apresentação de vídeo(s) selecionados em acordo com a proposta pedagógica indicada pelo grupo de espectadores, seguindo de debate e interações entre os participantes. A atividade foi articulada e encaminhada pela  Professora da Disciplina Linguagem Corpo e Movimento, Clarice Vaz dos Santos Arbelo.

Visita à Exposição Coletiva “O rio nosso de cada dia”, na Galeria da Fundação Cultural de Rio do Sul/SC e participação (espectadores) na Peça O Auto da Compadecida, encenada por grupo de teatro da Fundação Cultural de Rio do Sul/SC

Noite de 20/04/2018 acadêmicos dos Cursos de Pedagogia e de Licenciatura em Matemática, acompanhados dos professores Amauri Bitencourt, Bruna Donato e Solange Hoeller, visitaram a exposição coletiva “O Rio nosso de cada dia…”. Tato Carboni (Amauri Bitencourt), que é um dos expositores, compartilhou aspectos da sua criação: “A pintura selecionada foi “Vitalidade de um rio”, acrílico sobre tela, 90 x 160 cm. A  obra é uma resposta subjetiva à vivência cansada da realidade comentada; de mostrar um lugar para além daquilo que costumeiramente é visto como sombrio e negativo. Com cores vivas que buscam expressar a vitalidade da cidade, da cultura que encanta o estrangeiro tentando encontrar o seu lugar, a pintura almeja por retratar a fonte original da vida, a essência que perpassa todos os objetos da paisagem que se desdobra em diferentes formas, num explosão efervescente de matizes coloridas expressando a beleza das cores retratadas na bandeira e no brasão de Rio do Sul”.

Texto e fotos: Solange Hoeller e Amauri Bitencourt.

25/04/2018: Participação em evento sobre “Paz como caminho e os Caminhos para a Paz: como prevenir e superar as violências no Meio Ambiente”

Na noite de quarta-feira (25/04/2018), o Conselho Municipal de Educação (CME) de Rio do Sul organizou seu primeiro seminário com o tema “A paz como caminho e os caminhos para a paz: como prevenir e superar as violências”. O evento ocorreu no Parque Universitário Unidavi. Acadêmicos do curso de Pedagogia, acompanhados dos Professores Joice Nunes e Rogério Pires, tiveram a oportunidade de apreciar o evento, cujo objetivo central foi o de trabalhar ações preventivas e a superação da violência cotidiana. Os organizadores salientaram que a temática da paz foi dividida em quatro eixos: escola, trânsito, meio ambiente e relações sociais e familiares.

Texto: Coordenação do Curso de Pedagogia. Fotos: Conselho Municipal de Educação (CME) de Rio do Sul/SC.

Atividade de Construção de Terrário – Disciplina de Fundamentos e Metodologia em Ciências Naturais

 A atividade promovida pela Professora Adriana Marin na Disciplina de Fundamentos e Metodologia em Ciências Naturais. Segundo a professora, o objetivo foi que os acadêmicos da 5ª fase de Pedagogia pudessem participar da construção de um ecossistema completo, relacionando teoria e prática de conceitos próprios da Disciplina. Os acadêmicos terão a responsabilidade de acompanhar o terrário, com registros das ocorrências relacionadas a ele, registrando, inclusive, aspectos que podem não ter correspondido com os resultados almejados.

     

     

 Acadêmicos de Licenciatura em Física interagem com a 5ª fase do Curso de Pedagogia – Disciplina de Fundamentos e Metodologia em Ciências Naturais

Acadêmicos do Curso de Licenciatura em Física realizaram atividades para os acadêmicos da 5ª fase de Pedagogia. A atividade foi articulada pela Professora Adriana Marin na Disciplina de Fundamentos e Metodologia em Ciências Naturais. Segundo Adriana o objetivo foi a interação entre os cursos/acadêmicos, envolvendo conceitos próprios da Disciplina e promovendo a autonomia dos estudantes.

    

    

             

Professora e acadêmicos  realizam visita de estudos no IMA (Instituto Maria Auxiliadora) -Disciplina de Infância e Educação Infantil

Com objetivo de conhecer os espaços e tempos na educação infantil e as práticas pedagógicas, no dia 26/04/2018, a 3ª fase do Curso de Pedagogia, acompanhada da professora Joice Daniela Pereira Nunes, realizou uma visita técnica ao IMA (Instituto Maria Auxiliadora). A equipe apresentou a proposta pedagógica do “Berçário Sentidos da Vida” que veio ao encontro do que será discutido na disciplina Infância e Educação Infantil. Observaram in loco,  os demais espaços da instituição e tomaram conhecimento de como os espaços e tempos são organizados, buscando uma educação de qualidade que contemplem o desenvolvimento integral das crianças. “Saliento que podemos perceber o protagonismo das crianças ao frequentar este espaço educativo, participando de experiências e vivências que contribuam com seu desenvolvimento, está presente. Por fim, o nosso agradecimento a toda equipe gestora do IMA que nos recebeu e acolheu com tanto dedicação, carinho e atenção”. Texto construído com a participação da Professora Joice Daniela Pereira Nunes.

Colóquio Integrado: Mostra de artesanato, encenação de casamento indígena

Foi realizado, 19/04/2018(quinta-feira), um colóquio integrado das disciplinas de Filosofia da Educação, História da Educação e Teorias Educacionais e Curriculares em valorização da cultura e história indígena. Evento aconteceu no auditório da Unidade Urbana do Instituto Federal Catarinense- Campus Rio do Sul. Oito  integrantes da Tribo Xokleng – Aldeia Figueira, de Vitor Meireles – apresentaram a encenação de um “casamento indígena”,  baseado em fatos reais, vivenciados pela tia do pai (Voiekanlen) de Gilberto Couvia, coordenador das atividades que marcaram a passagem do dia do índio. Além da encenação, Gilberto também fez algumas explicações sobre a cultura e história indígena, bem como respondeu a perguntas dos participantes. A mostra de artesanatos aconteceu no hall de entrada do prédio do IFC. Acadêmicos e servidores do IFC, bem como o público externo, tiveram a oportunidade de aprender diretamente com os índios, algo mais dessa cultura que se não for valorizada será cada vez mais esquecida pela população. No curso de Pedagogia do IFC – Rio do Sul, estudam seis índios da  Tribo Xokleng. A ideia inicial partiu dos próprios índios, que vieram em um grupo de 15  para apresentar as atividades propostas.

Texto: Professor Amauri Carboni Bitencourt (IFC).

Também fomos notícia nas páginas institucionais do IFC:

http://www.ifc-riodosul.edu.br/site/noticias/2018/04/20/curso-de-pedagogia-realiza-atividades-em-homenagem-ao-dia-do-indio/

    

   

   

   

Reunião sobre a criação do Centro Acadêmico do curso de Pedagogia!

A reunião ocorreu no sábado, dia 24 de março/2018, no auditório da Unidade Urbana do IFC e instituiu o Centro Acadêmico do Curso:

 

Atividade do projeto Luzes, Câmera, EducAção: o cinema vem ao IFC!

O projeto, coordenado pela professora Bruna Donato, realizou a sessão de cinema no sábado, dia 24 de março/2018, na Unidade Urbana do IFC, com a animação Persépolis. Teve como objetivo pensar as relações entre o feminino e o direito, a delicadeza e a violência continuam tão em voga quanto em épocas anteriores.

“No mês em que comemoramos o dia da mulher, vale a reflexão sobre o feminino e direito, a delicadeza e a violência. O Projeto acima trouxe ao IFC o filme de a Persépolis!
Aclamada novela gráfica de Marjane Satrapi, tornou-se filme autobiográfico em 2007 ao contar, por meio da animação, sua vida entre 1969 e o início da década de 1990, tendo como pano de fundo a revolução iraniana e a instauração da república islâmica.
No seio de uma família politizada e moderna, Satrapi se viu obrigada a usar véu pelo regime xiita quando tinha, apenas, 10 anos e, desde então, observou seu país alterar-se drasticamente, tal como as mudanças em seu corpo e temperamento.
Um filme denso, inspirador e bem-humorado que traz à tona questões contemporâneas e nos faz pensar que o Irã não está tão longe assim” (Texto: professora Bruna Donato).

Confraternização entre veteranos, calouros e docentes, coordenação do curso!

Momento organizado pelos veteranos (turmas 2016 e 2017):

Sejam bem-vindos (as) ao Instituto Federal Catarinense!!! Dia 22/03/2018 – Local: espaço de convivência da Unidade Urbana /IFC

      

“Também quero deixar o meu registro sobre ontem. Que noite maravilhosa, gente! Foi muito mais do que esperávamos.
Gostaria de agradecer as turmas que colaboraram, a quem ajudou organizar, aos nossos coordenadores e professores.
A noite foi super divertida, com direito a fotos “rolezeiras” e muita pizza gostosa.
Os registros, infelizmente, não conseguiram reproduzir as gargalhadas, as conversas, as danças. Mas, deixam evidente a nossa felicidade (Texto da acadêmica Thais Daniele Almeida – III Fase – Pedagogia)

Palestra: O estágio supervisionado na Educação Infantil: campo de estágio e proposta curricular!

Na noite de quarta-feira (21/03/2018), os acadêmicos da 5ª Fase do Curso de Pedagogia na disciplina “Estágio Supervisionado I – Educação Infantil”, receberam o representante da Secretaria Municipal de Educação – Prof. Rodrigo Silveira, para um encontro onde a temática abordada foi “o estágio supervisionado na Educação Infantil: campo de estágio e proposta curricular”. Este importante momento de formação faz parte das atividades que antecedem à inserção dos acadêmicos no campo de estágio, organizadas pelos professores de estágio, com o objetivo de fundamenta-los para a observação dos contextos pedagógicos na Educação Infantil. Agradecimentos especiais ao Prof. Rodrigo pela disponibilidade, ao Coordenador de Curso – Prof. Amauri Bitencourt pelo apoio, aos colegas, também professores de estágio – Solange Hoeller e Rogerio Pires pela bonita parceria na construção deste primeiro estágio em nosso curso e, aos nossos acadêmicos, sem os quais, este trabalho não teria nenhum sentido (Texto: professora Francisléia Giacobbo dos Santos).

MOMENTO DE REFLEXÃO E DISCUSSÃO: DIA INTERNACIONAL DA MULHER – 8 DE MARÇO NÃO DE ROSAS, DE RESPEITO!

Data: 08/03/2018 – Local: Auditório – Horário: 19h às 20h e 15

Esta atividade foi organizada pelas professoras Patrícia Sabino e Adriana Quadros. Contou com uma performance de alunas do ensino médio do campus. O texto a seguir é de autoria da professora Patrícia Sabino: “Um dia, que historicamente, é de luta e contrário ao divulgado, não é dia de rosas e flores, mas o dia de lembrarmos a luta das mulheres em vários campos da sociedade. Uma luta, por exemplo, contra a violência que se constitui de várias formas (física, psicológica, sexual, moral…). O número de mulheres que morrem por ano e por dia é alarmante, vitima  da violência. Entendendo, como educadora, que é papel da escola discutir esses aspectos, pois educação não se faz somente de conteúdos específicos. Deste modo, é que amanhã serão realizadas algumas atividades que possibilitem uma reflexão sobre a data, a condição da mulher na sociedade. Lembremos: A LUTA NÃO É SOMENTE DAS MULHERES, MAS DE TODA AQUELE QUE BUSCA UMA SOCIEDADE JUSTA E IGUALITÁRIA, INCLUSIVE VOCÊ QUE É HOMEM” (Texto: professora Patrícia da Costa Sabino)

  •  

RECEPÇÃO AOS ACADÊMICOS VETERANOS!!!

Os veteranos das licenciaturas do Instituto Federal – campus Rio do Sul foram recepcionados para o início do semestre letivo pelos coordenadores dos cursos, docentes e Coordenação Geral de Ensino da Unidade Urbana (Katia Regina Koerich Fronza). Os acadêmicos tiveram a oportunidade de apreciar músicas executadas por colegas dos cursos, lanche ofertado pela instituição, além de participarem da atividade de dança circular, coordenada pelo professor Rodrigo Borba de Oliveira.

  

INFORMAÇÕES: 

IMPORTANTE: LEIA!!!!  Resolução de Conduta Discente – Art. 18; 19; e 20 citam os atos de indisciplina de baixa, média e alta gravidade, respectivamente. Resolução-05-2017-Aprova-Regulamento-da-conduta-discente

 

 COORDENADOR DO CURSO DE PEDAGOGIA

Amauri Carboni Bitencourt
Prof. Doutor em   Filosofia

Contatos: 

Telefone: (47) 3525 8600

E-mail: pedagogia@ifc-riodosul.edu.br

(Instituto Federal Catarinense – campus Rio do Sul)